Imagine uma biblioteca com milhares de livros dos mais variados tamanhos e tipos, mas em que quase nenhum deles possui índice, páginas numeradas, nome do autor, algum código de identificação para facilitar a localização e por aí vai. É desta forma que o acervo de arquivos de música de muita gente se encontra. E cá entre nós: uma das melhores coisas que pode acontecer ao dono de uma gigantesca quantidade de arquivos em áudio, seja no formato MP3, WMA ou qualquer outro, é encontrar uma música ou artista específico com toda a facilidade e conforto, não é verdade? E pela experiência não só deste que vos escreve, mas de muitos amigos meus é que essa situação é raríssima. E o pior é que, para se ter uma biblioteca de MP3 organizada, é preciso “apenas” muita paciência e empenho para colocar em prática essa tarefa árdua, mas muito gratificante quando levada a cabo.

 

Antes de tudo, é preciso explicar o conceito de etiqueta ou tag. Ao se digitalizar uma faixa de música, o arquivo resultante pode receber mais informações além dos dados de áudio propriamente ditos. Por conta dessa versatilidade, foi criada a chamada tag, que é etiqueta em inglês, uma espécie de “post it” (aqueles papeizinhos com lembretes coloridos que a gente gruda por aí, sabe?) que é “colado” ao arquivo de música e que inclui nele informações como nome da faixa, do artista, do álbum, o ano em que ele foi lançado, a letra da música e até a capa do disco.

 

Pois bem, com a ajuda do Windows Media Player, é possível incluir manualmente todos esses dados. Inclusive classificação de 1 a 5 estrelas, seja para um álbum completo ou por faixa. Com isso, dá para você rapidamente montar uma lista de reprodução só com as músicas “5 estrelas”, por exemplo. Ou só com as primeiras faixas dos álbuns de determinados artistas. E assim por diante. Outra vantagem dessa organização é que o gerenciador de arquivos do Windows 7, o Windows Explorer, também reconhece essas etiquetas, o que possibilita a realização de buscas na máquina com mais precisão e rapidez.

 

Para aprender a editar as etiquetas de seus arquivos de áudio, basta acessa a página que preparamos especialmente sobre o assunto. E caso tenha alguma dúvida, entre em contato com a gente por meio do Twitter ou pelo Facebook.